Ligue Grátis
Fale Connosco

Blog

Não guardamos segredos. Queremos partilhar tudo consigo! Fique a par do Universo PNID!

Saude

Os principais tratamentos de Implantologia Dentária do PNID

By Beatriz Nunes | 05/06/2020

Só quem já passou ou passa por situações em que não consegue sorrir livremente, sentindo dores na boca diariamente, sabe como uma má saúde oral pode comprometer a qualidade de vida. É por esse motivo que o PNID – Programa Nacional de Implantes Dentários existe, para acabar com esse tipo de realidade. Com uma rede de Swiss Dental Services.

Com a missão de devolver a qualidade de vida e o bem-estar, restaurando a Saúde Oral através da colocação de Implantes Dentários, o PNID surge como resposta a uma necessidade partilhada por muitos: existe um grande número de pessoas com problemas de mastigação, fala e sem vontade de sorrir devido à perda dentária. Atualmente, na Europa, apenas 41% dos adultos afirma ter todos os dentes naturais.

Com profissionais altamente qualificados, que oferecem a cada paciente uma resposta assertiva e eficaz para cada uma das suas necessidades, os Implantes Dentários são uma alternativa de tratamento que possibilita melhorar o bem-estar e a qualidade de vida de todos os que, por algum motivo, têm de lidar com a perda dentária.

 

Os principais tratamentos de Implantologia Dentária do PNID 

A perda dentária é uma situação que afeta muitas pessoas, por diversas razões. Pode ser ocasionada por doenças congénitas ou adquiridas, quedas ou acidentes, falta de cuidados ao longo da vida, problemas orais agravados por falta de tratamento, entre outros motivos. Consequentemente, quem vive este tipo de situação começa a sentir o impacto na sua vida: escondendo o seu sorriso; evitando o contacto social; não se conseguindo alimentar decentemente; podendo sentir dores; e sentindo as consequências nas relações pessoais e profissionais.

Desde a mastigação até à estética, os tratamentos de Implantologia Dentária são capazes de mudar para melhor a vida de quem adere a essa solução. Ao contrário das próteses removíveis, os implantes dentários permitem a colocação de próteses fixas, o que se traz numa maior segurança e conforto ao dia-a-dia do paciente.

Os tratamentos de Implantologia Dentária consistem na colocação de peças no osso maxilar, por baixo da gengiva, que são utilizadas para substituir as raízes de um ou mais dentes perdidos. Esses elementos são os substitutos das raízes dos dentes naturais e servem como base para as próteses fixas. São de titânio, um material resistente e biocompatível, o que significa que apresenta é garantido que se adaptarão ao organismo, sem possibilidade de rejeição.

O PNID realiza três tipos de colocação de implantes dentários, sendo eles:

 

Implantes Dentários Unitários

O Implante Dentário Unitário é a solução mais indicada para problemas dentários que afetem apenas um ou dois dentes. São utilizados para casos pontuais, quando esses dentes já estão comprometidos, ou em falta, e há a necessidade de serem substituídos, para não agravar a saúde oral do paciente.

A falta de um ou mais dentes pode acontecer por diversos motivos, sendo a principal causa da perda dentária a periodontite – agravamento da gengivite que causa danos irreversíveis à raiz do dente. Outros motivos para a perda de dentes são os acidentes.

É importante ter em mente que não existe uma regra para esta solução de substituição dentária. Só o seu médico dentista poderá determinar qual dos tratamentos de Implantologia Dentária é o ideal para si. Com o PNID, através da consulta de avaliação oral sem custos a que tem direito, o médico dentista avalia a situação do(s) dente(s) em falta e também dos dentes adjacentes.

Leia também: Implantes dentários: conheça os mitos e as verdades

 

Próteses Dentárias Fixas

As Próteses Dentárias Fixas, como o próprio nome indica, estão fixas à gengiva, não podendo ser removidas no dia-a-dia, mas apenas pelo médico dentista, durante as manutenções. São a melhor solução para a substituição de um ou mais dentes em falta e também são conhecidas como protocolos sobre implantes. As próteses fixas fazem parte dos principais tratamentos de Implantologia Dentária, podem ser colocadas na arcada superior ou inferior, e deixam o sorriso com um aspeto muito natural, permitindo que o paciente se alimente melhor e tenha mais qualidade de vida. É uma alternativa para quem já utiliza as tradicionais "pontes" ou próteses removíveis e deseja uma alternativa mais moderna, segura e confortável.

 

ROTA® - Reabilitação Oral Total Avançada

Para reabilitar os sorrisos por completo, o PNID apresenta-lhe a ROTA®! É o procedimento ideal para quem sofre de perda dentária grave e que, em muitos dos casos, já não tem qualquer dente. Em diversos casos, a ROTA® é escolhida para substituir as próteses removíveis, que podem causar desconforto e insegurança ao paciente. Para os pacientes edêntulos que não tenham qualquer substituto para os dentes perdidos, a ROTA® significa uma reconstrução total do sorriso.

Assim como todos os restantes tratamentos que recorrem aos implantes dentários, a ROTA® é um procedimento cirúrgico totalmente indolor, que tem como objetivo devolver ao paciente a sua saúde e autoestima, restabelecendo as funções perdidas pela falta da dentição.

Quem opta pela ROTA® passa a ter próteses fixas totais que transformam completamente a vida do paciente!

Leia também: Sorrir de boca fechada, nunca mais: uma história real 

Não precisa de se preocupar com dores, pois a colocação de implantes dentários é indolor. Com o recurso à anestesia local, não sente dor nem desconforto. Além disso, com os cuidados adequados, a recuperação pós-operatória é rápida e tranquila, exigindo apenas um pouco de repouso e atenção às recomendações do médico dentista. Em pouco tempo o paciente pode retomar a sua vida normal, mas agora beneficiando das vantagens que os tratamentos de Implantologia Dentária proporcionam.

 

Coloque os seus implantes dentários com o PNID

O PNID – Programa Nacional de Implantes Dentários conta com uma equipa expert para realizar os melhores tratamentos de Implantologia Dentária, que permitem recuperar o seu sorriso, seja qual for a sua necessidade. Para facilitar o acesso ao tratamento, as clínicas têm horários alargados durante a semana, sem fechar para o almoço. E também tem a possibilidade de ser atendido aos sábados e feriados.

No PNID, tem à sua disposição os melhores médicos dentistas experts na colocação de implantes dentários e que conta com mais de 40.000 casos de sucesso.

Todos os procedimentos das nossas clínicas são realizados de forma respeitosa e profissional, garantindo ao paciente tratamentos de Implantologia Dentária com mais de 95% de taxa de sucesso. Os implantes dentários, que são fixos e têm garantia vitalícia, tornam-se assim também seguros e de confiança.

Volte a sorrir mais depressa do que pode imaginar. Para isso, basta que entre em contacto connosco e marque a sua consulta de avaliação oral sem custos!

Relacionado
Saúde Oral
Dores de dentes: quando devo ir ao médico dentista?
By Letícia Beilfuss | 19/10/2020

Fazer check-up anual e visitar o seu médico dentista com regularidade é a melhor maneira para ficar longe de qualquer problema quando se fala de doenças orais. Por outro lado, a dor de dentes pode surgir de repente, sem avisar, e acabar por atrapalhar a sua rotina. Quando isso acontecer, precisa perceber imediatamente do que se trata e se é necessária uma visita ao médico dentista.

Causas da dor de dente

Cárie - é a causa mais comum de dor de dentes. Entretanto, deve-se ficar atento, pois começa a causar desconforto depois de algum tempo, quando já está instaurada. 

Abcesso - também pode ser responsável pela dor de dentes e é causado por infeção e acumulação de pus na raiz. Neste caso é necessário visitar o médico dentista e drenar o pus. Se a situação se agravar, a extração do dente será talvez a única solução.

Sensibilidade - é outro fator que pode causar dor de dentes na ingestão de alimentos frios e quentes.

O que fazer quando não pode ir ao médico dentista imediatamente?

Nada se compara a uma consulta com o médico dentista e, nenhuma medida caseira substitui uma profissional, entretanto, se a dor de dentes surgir e não puder ir a uma consulta em breve, saiba que algumas ações e atitudes podem amenizar o problema. Conheça algumas:

Bochecho com água morna e sal

Esta medida é indicada para quem tem uma infeção no dente. Aqui, o sal é responsável por eliminar a infeção e a temperatura da água vai drenar os fluidos desta infeção, além de acalmar o local inflamado.

Compressa fria ou gelo

Caso perceba que o local onde o dente afetado está inchado, coloque uma pedra de gelo na boca. Vai ajudar a reduzir o fluxo sanguíneo na região e ajudar a desinchar. 

Alimentos que ajudam a combater a dor de dentes

Alguns alimentos podem ajudar no momento da dor, como, por exemplo, o alho, que atua como bactericida. Outra opção é a própolis, pois tem uma poderosa ação anti-inflamatória e não possui contraindicações. Por último, mas não menos importante, vem o cravo-da-índia, rico em substâncias analgésicas e que ajuda a diminuir a dor. Mastigue-o ou faça a sua ingestão através de um chá para amenizar o desconforto. 

Prevenção é a melhor solução

A dor é o sinal que o corpo dá de que algo está bem, portanto, não deve ser deixada de lado. Quando sentir qualquer desconforto na boca, procure um expert. Quando um problema é tratado no início, evita complicações e até pode mesmo travar a perda dentária. Pode parecer algo distante, mas entre uma simples dor e a perda de um dente o caminho não é assim tão longo.

Confie o seu sorriso ao PNID

Há muitas razões para confiar no PNID. Em 10 anos, já contamos com mais de 45.000 casos de sucesso em tratamentos com Implantes Dentários. Durante este período, foram verificados casos diferentes, dos mais simples aos mais complexos, sendo que, para cada um, oferecemos um tratamento especial, exclusivo e indolor. 

Acredite que não está sozinho! Pode contar com os nossos profissionais para tirar todas as suas dúvidas e superar o seu medo de ir ao médico dentista. Agende uma consulta de avaliação oral sem custos, para poder conhecer a nossa clínica mais perto de si! 

Saúde Oral
Mitos e verdades sobre os dentes do siso
By Letícia Beilfuss | 09/10/2020

Não existem dentes que suscitem mais mitos, desconhecimento e problemas do que os dentes do siso, mas sabe o motivo? Os dentes do siso surgem entre os 17 e os 25 anos e são popularmente conhecidos como o dente do juízo. O dente do siso tira o sono a muita gente e poucos são os que sabem alguma coisa sobre eles: como funciona o seu processo de nascimento, extração ou possíveis tratamentos. Leia o artigo e tire as suas dúvidas!

O que são os dentes do siso?

São o último conjunto de dentes molares que, para a maioria das pessoas, apenas aparecem no final da adolescência. Quando estes nascem direitos e alinhados com os restantes, podem ajudar na mastigação. Caso contrário, há grandes chances de criar problemas — podendo mesmo ser necessário retirá-los.

 

É necessário extrair os dentes do siso?

Não. Nem sempre é necessário retirar os dentes do siso. No entanto, dado que são os últimos dentes a nascer, em muitos casos acaba por não existir espaço para eles.

Quando é que é necessário extrair os dentes do siso?

As causas mais comuns e que exigem a extração são:

  • Ficam presos: como são os últimos a nascer, eles podem ficar presos debaixo do maxilar ou das gengivas, causando desconforto.
  • Ângulo errado: os dentes nascem com o ângulo errado, criando alguma pressão sobre os restantes.
  • O maxilar é demasiado pequeno: poderá não existir espaço no maxilar para ter uma dentição completa e os dentes do siso.

Dentes do siso podem nascer já com cárie? 

Sim. Como o siso também está numa região de difícil acesso para a escovagem dos dentes, é comum que acumule mais resíduos alimentares nessa região e torne o local mais propício à cáries. Mesmo que o dente não esteja visível na boca, se houver inflamação na gengiva as bactérias podem atacar o dente, provocando cárie. Neste caso, a indicação é que seja feita a extração do dente.

Todas as pessoas têm 4 dentes do siso?

Não. Tem sido cada vez mais comum as pessoas nascerem sem estes dentes. Pela evolução dos padrões alimentares nos últimos séculos, com comidas mais pastosas e cozidas, o siso tornou-se como  um dente “em extinção”. É uma adaptação do ser humano à evolução da espécie.

Quando se extrai um dente, é necessário retirar os outros todos?

O que se recomenda é que, por exemplo, se foi retirado o siso superior do lado esquerdo, o inferior do mesmo lado também seja extraído. É o chamado dente antagonista. Esse dente pode tentar ocupar o espaço do dente removido e magoar a gengiva oposta.

Por que motivo temos dentes do siso?

Segundo diversos historiadores, os nossos antepassados tinham este conjunto extra de molares para facilitar a mastigação de comida crua. Antigamente as pessoas alimentavam-se de maneira diferente, muitas vezes sem cozinhar adequadamente os alimentos e sem opções para substituir as proteínas acabavam por perder muitos dentes. Então, o dente do siso nascia para substituir essas perdas. Hoje isso já não se verifica. É uma evolução natural do ser humano e chegará um momento em que o dente do siso poderá deixar mesmo de existir.

Confie o seu sorriso a experts

O sorriso é o nosso cartão de visita. Além de necessitar de cuidado e atenção por falarmos de saúde, o sorriso também tem um papel muito importante na nossa autoestima. Comece já hoje a mudar a sua vida. Marque a sua consulta de avaliação oral SEM CUSTOS e venha conhecer o PNID – Programa Nacional de Implantes Dentários

 

Saúde Oral
Dia do sorriso: 5 dicas para cuidar do seu
By Matheus Joffre | 02/10/2020

Engane-se quem pensa que cuidar dos dentes é uma preocupação apenas estética. A boca é um dos órgãos mais expostos do nosso corpo e pode ser a porta de entrada para diversos problemas dentários. Por isso, a prevenção é, sem dúvida, a chave para uma melhor saúde oral.

Para prevenir existem duas maneiras que devem ser trabalhadas juntas. Um fator relevante para quem procura um sorriso saudável e bonito é ir ao médico dentista com regularidade. Além da visita regular a um expert, também necessitamos de prestar atenção à nossa rotina. Algumas atitudes e hábitos diários contribuem e diminuem riscos. Vamos falar sobre cada um deles nos próximos tópicos. 

Vantagens de cuidar do sorriso

Um sorriso bonito transmite a ideia de saúde, higiene e bem-estar. Não é à toa que se costuma dizer que ele é o cartão de visita de qualquer pessoa. Veja mais vantagens de cuidar do seu sorriso:

  • Evita doenças;
  • Evita a perda de dentes;
  • Adquire autoestima;
  • Garante gengivas saudáveis;
  • Assegura uma boa mastigação.

5 dicas que ajudam a cuidar do seu sorriso

Dedique-se à higienização dos dentes

Não tenha pressa! Uma escovagem rápida é melhor que nada, entretanto, evite apressar. Quando não escovamos os dentes de maneira correta, acumulamos restos de comida, causando mau hálito e, com o tempo, a proliferação de bactérias. Tente escovar os dentes 3x ao dia (manhã, após o almoço e antes de dormir).

Use o fio dentário

O fio dentário é responsável por chegar a alguns locais dos dentes que as escovas não chegam, por isso é que o seu uso é tão importante. Tente usá-lo sempre que for fazer a higienização dos seus dentes, se não for possível, use, pelo menos, uma vez por dia e preferencialmente antes de dormir.

Escolha produtos de qualidade

Produtos de qualidade não significam necessariamente os mais caros da prateleira do supermercado ou da farmácia. Leia atentamente sobre a pasta dentífrica escolhida e a sua composição. Já em relação às escovas, prefira as que possuem cerdas macias ou médias, pois essas não agridem tanto o esmalte dos dentes. Outra recomendação é não esperar que a sua escova fique velha para trocar. Troque a cada três meses, pelo menos, ou quando observar que as cerdas estão muito escuras. Se quiser ser ecologicamente correto, experimente a escova de bambu!

Vá ao médico dentista!

Prevenção sempre será a melhor solução quando se trata de saúde oral. Crie o hábito de ir ao médico dentista, da mesma maneira que tem o costume de fazer um check-up anualmente.

Alimentação também é importante

Poderíamos iniciar este tópico dizendo-lhe para evitar doces, mas proibir nunca é a solução. Se não abre mão de um doce, pelo menos mantenha a limpeza dos dentes após consumi-los, principalmente antes de dormir. Pode comer doces, mas evite dormir com vestígios deles nos dentes. Além disso, esteja ciente que alimentos que possuem mais corantes na sua composição, podem influenciar a coloração dos seus dentes.

Por fim, use a alimentação ao seu favor. Consuma alimentos ricos em cálcio, que ajudem a fortalecer os dentes e a combater a acidez, que provoca o desgaste do esmalte. Logo, leite, iogurte e queijo são ótimos alimentos para incluir na sua alimentação. Outras dicas como maçã, pera, melão e morango também ajudam a evitar o processo que pode acabar por deixar os seus dentes amarelos.

Confie o seu sorriso a bons experts

Saber em quem confiar o seu sorriso é uma decisão muito importante, pois melhorar ou mudar o seu sorriso vai ajudá-lo a ser mais feliz. E, consequentemente, prevenir doenças e transtornos futuros. Para o ajudar a ter uma saúde oral em dia, através da colocação de Implantes Dentários, confie no PNID, o Programa Nacional de Implantes Dentários.

Temos mais de 45.000 casos de sucesso, profissionais capacitados, experts em Reabilitação Oral e em transformar sorrisos. Seja um deles!